Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias



11/03/2016 09h06
Lwarcel faz produtividade florestal crescer 24% em 10 anos


Autor: Painel Florestal - Assessoria

 A Lwarcel Celulose, uma das empresas do Grupo Lwart, produtora de celulose de eucalipto branqueada, acaba de anunciar ao mercado que encerrou 2015 atingindo uma produtividade média de 55 m³/ha/ano nas florestas de eucalipto com mais de três anos de idade. Em 2006, a média da empresa era de 45 m³/ha/ano.

O índice é muito superior a média nacional, que atualmente é de 39 m³/ha/ano, de acordo com o Relatório Anual divulgado pela Indústria Brasileira de Árvores (IBA), que é a associação responsável pela representação institucional de toda a cadeia de produção baseada no cultivo de florestas plantadas do Brasil. Com esse nível de produtividade, o Brasil se mantém na liderança mundial e é seguido por China e Austrália, com 23 e 22 m3/ha/ano, respectivamente.

Segundo Luis Künzel, Diretor Geral da Lwarcel Celulose, esse desempenho é resultado de um trabalho de longo prazo, iniciado na seleção de materiais genéticos adequados e que consolida-se diariamente com a efetiva realização das atividades silviculturais, garantindo condições ideais para que as florestas aproveitem ao máximo as características do solo e do clima de nossa região, muito favoráveis ao cultivo do eucalipto.

"O comprometimento da equipe e o alto padrão de qualidade das operações, aliados à evolução tecnológica aplicada ao manejo florestal, resultaram em uma produtividade florestal 24% maior do que a observada nos últimos 10 anos", afirma Künzel. Vários fatores influenciam a produtividade, sendo os principais:

Condições ambientais

Os bons índices pluviométricos observados na região, que variam de 1200 a 1500 mm/ano, e a temperatura média anual de 23º C também são condições excelentes para o desenvolvimento das plantações de eucalipto e contribuem para a elevação da produtividade obtida pela Lwarcel.

Outro aspecto importante refere-se aos solos que predominam na região de atuação. São solos profundos, bem drenados, com textura arenosa, que quando manejados de maneira adequada, apresentam potencial para o atingimento de elevadas produtividades.

Manejo silvicultural

Nos primeiros meses após o plantio, as florestas são monitoradas constantemente, buscando-se sempre que possível minimizar os fatores que geram perdas de produtividade. O conjunto de operações executadas na linha de plantio visando o preparo do solo facilitam as operações subsequentes e aumentam sua capacidade produtiva, proporcionam condições adequadas para o plantio e a irrigação das mudas.

Essas atividades são acompanhadas e monitoradas por um robusto sistema de controle de qualidade operacional, garantindo sua realização de acordo com as recomendações técnicas estabelecidas.

"Durante o período inicial e mais crítico do desenvolvimento das mudas, o manejo aplicado pela Lwarcel preza pela efetiva realização das atividades essenciais, como a eliminação de ervas daninhas, que reduz a competição das plantas por água e nutrientes. O combate às formigas é outra atividade fundamental, pois evita perdas pelo ataque dessa praga e garante um número mínimo de plantas, que no futuro irão gerar uma produtividade alinhada com nossas expectativas", explica o gerente da Divisão Florestal da Lwarcel, Ariel Evandro Fossa.

Nutrição

Em função da variação natural observada na fertilidade dos solos da região, a empresa conta com um estruturado programa de fertilização, onde tanto as análises de solo quanto as recomendações técnicas são realizadas à nível de talhão, possibilitando assim disponibilizar a quantidade de nutrientes ideal em função da necessidade de cada área, otimizando assim o desenvolvimento das plantas.

"A primeira adubação é realizada por ocasião do preparo de solo e as coberturas ocorrem aos 6 e aos 12 meses após o plantio, podendo ocorrer uma terceira adubação aos 18 meses nas áreas menos produtivas", complementa Ariel Fossa.

Melhoramento genético

Outro fator relevante na obtenção de alta produtividade pela Lwarcel é a escolha de materiais genéticos adaptados a região, tanto em termos silviculturais quanto industriais. Além de produtivos, os clones utilizados são bem adaptados ao clima da região, resistentes a pragas e doenças e apresentam características de qualidade da madeira indispensáveis para alcançar bons resultados no processo de produção de celulose. O Programa de Melhoramento Genético da Lwarcel trabalha na seleção de materiais genéticos mais produtivos, tanto no campo quanto na indústria.

Cuidados extras

Além dos fatores já citados, contar com uma equipe de profissionais capacitados e focados no resultado, também favorece a obtenção da produtividade observada.

Visando evitar perdas com incêndios florestais, a empresa mantém uma estrutura composta por caminhões de bombeiros e brigada de incêndio treinada para a prevenção e combate à incêndios. Essa equipe atua em regime de plantão, principalmente nos períodos de estiagem, mais críticos, quando os cuidados são redobrados. Anualmente é realizada uma campanha com vizinhos e comunidades do entorno das áreas florestais, alertando sobre os riscos e impactos dos incêndios.

"Em resumo, preparar o solo, plantar as mudas, adubar, capinar e combater formigas somente refletem positivamente na produtividade quando realizados da maneira e na hora certa, intervindo de acordo com um planejamento operacional que considera as necessidades da cultura, prezando sempre pelo melhor custo operacional", destaca Ariel.


últimas notícias


boletim florestal



21/08/2013
Fotografia Aérea